sábado, 17 de junho de 2017

Mamonas Assassinas - Mamonas Assassinas [1995]

Mamonas Assassinas, lançado em 1995, foi o único álbum oficial de estúdio lançado pela banda brasileira Mamonas Assassinas. O álbum vendeu mais de 3 milhões de cópias só no Brasil, recebendo assim uma certificação de Disco de Diamante, segundo a ABPD. É o 5º álbum mais vendido de todos os tempos no Brasil, e o 3º álbum mais vendido da década de 90. O álbum quebrou diversos recordes até então nunca vistos antes no país, permanece sendo até os dias atuais como o álbum de estreia mais vendido da história no Brasil, igualmente como o álbum mais vendido em um único dia, somando 25.000 cópias vendidas em apenas 12 horas, e um período chegou a vender 50.000 cópias por dia, 100.000 cópias a cada dois dias, que era a certificação de Disco de Ouro na época, somando mais de 350.000 cópias vendias em uma semana. Em menos de 100 dias o álbum alcançou a marca de 1 milhão de cópias, e dobrou esse numero até dezembro de 1995, somando 2 milhões de cópias vendidas em apenas seis meses, tornando-se o álbum vendido mais rapidamente em todos os tempos no Brasil. Com esse disco e o seu estilo cômico, os Mamonas invadiram as rádios brasileiras e caíram nas graças do público e da crítica, eternizando sucessos de forma avassaladora.

Em relação ao mercado externo, o disco vendeu mais do que 20.000 cópias em Portugal, rendendo a certificação de ouro do País. Foi também o segundo disco mais vendido no ano de 1996 em Portugal.


Mamonas Assassinas - Mamonas Assassinas [1995]

Banda: Mamonas Assassinas
Álbum: Mamonas Assassinas
Ano: 1995
Gêneros: MPB, Rock alternativo, Hard rock, Heavy metal
Duração: 00:39:06
Qualidade: 320 Kbps
Tamanho: 90 MB
Gravadora: EMI
Produção: Rick Bonadio

Lista de músicas:
1. 1406 (Dinho / Júlio)
2. Vira-Vira (Dinho / Júlio)
3. Pelados em Santos (Dinho)
4. Chopis Centis (Dinho / Júlio)
5. Jumento Celestino (Dinho / Bento)
6. Sabão Crá Crá (música folclórica)
7. Uma Arlinda Mulher (Bento / Dinho / Júlio)
8. Cabeça de Bagre II / Música Incidental: Baby Elephant Walk (Bento / Dinho / Júlio / Samuel / Sérgio)
9. Mundo Animal (Dinho)
10. Robocop Gay (Dinho / Júlio)
11. Bois Don't Cry (Dinho)
12. Débil Metal (Dinho / Bento / Júlio / Samuel / Sérgio)
13. Sábado de Sol (Pedro Knoedt / Felipe Knoblitch / Rafael Ramos)
14. Lá Vem o Alemão (Dinho / Júlio)
Download

Créditos

Créditos Musicais
Dinho: Vocal, violão em "Uma Arlinda Mulher"
Bento Hinoto: Guitarra, violão, backing vocals, Contrabaixo em 1406
Júlio Rasec: Teclado e backing vocals, vocal "Vira-Vira" e "Uma Arlinda Mulher"
Samuel Reoli: Contrabaixo e backing vocals
Sérgio Reoli: Bateria e backing vocals

Músicos adicionais
Rick Bonadio (Creuzebeck): Produção, Triângulo em "Jumento Celestino", Scratches em "1406" e Wah-wah em "1406"
Paquito: Trompete em "Pelados em Santos" e "Boys Don't Cry"
César do Acordeom: Acordeom em "Jumento Celestino"
Leandro Lehart: Cavaquinho em "Lá Vem o Alemão"
Fabinho: Percussão em "Lá Vem o Alemão"

Demais Créditos
Produção: Rick Bonadio, o "Creuzebek"
Direção artistica: João Augusto (Uncle John)
Gravado no Estúdio Bonadio, em São Paulo, no Século XX, por: Rick Bonadio (Moe), Rodrigo Castanho (Larry), Junior Lane (Curly)
Mixado no Estúdio The Enterprise, em Los Angeles, lá nos EUA, ano estelar 49872.6 por Jerry Napier (aquele do Ozzy, manja?)
Assistente técnico: Roger Sommers (e de repente "apareccers" do nada)
Fotografia: André Paoliello
Ilustração: Carlos Sá
Concepção da Capa: Mamonas Assassinas
Projeto Gráfico: Mario Busch e Patricia Delgado
Fotolito: Intek


Fontes:

MAMONAS Assassinas (álbum). In: Wikipédia, a enciclopédia livre. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Mamonas_Assassinas_(%C3%A1lbum)> Acesso em: 17 jun 2017.


EmoticonEmoticon